Rússia responderá à presença de caças americanos na Europa, diz analista

© AFP 2022 / KIRILL KUDRYAVTSEVCaças T-50 russos
Caças T-50 russos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia provavelmente dará uma resposta ao Pentágono, que planeja usar caças do tipo F-22 na Europa. A opinião é do analista Vladimir Batyuk, do Instituto de Estudos sobre EUA e Canadá da Academia Russa de Ciências.

Exercícios da OTAN na Lituânia - Sputnik Brasil
Putin: OTAN é que se aproxima da Rússia, não o contrário
O possível emprego por parte dos Estados Unidos de caças do tipo F-22 Raptor na Europa provocará inevitavelmente um confronto entre a Rússia e a OTAN. De qualquer modo, o lado russo pode responder à altura da medida tomada por Washington, afirmou Vladimir Batyuk, do Instituto de Estudos sobre EUA e Canadá da Academia Russa de Ciências, em entrevista à Sputnik.

"Sobre os caças Raptor de quinta geração, seu uso certamente dará um ímpeto adicional a Moscou para acelerar o processo de colocar em ação os novos caças T-50 de quinta geração. O lado russo também pode retaliar contra outras ações semelhantes dos americanos e de seus aliados", disse Batyuk.

O analista lembrou que o Ministério da Defesa russo não descartou o uso por parte de Moscou de sistemas de mísseis balísticos de curto alcance do tipo Iskander, que seriam colocados em Kaliningrado em resposta ao possível uso de componentes militares dos EUA na Europa.

F-22 Raptor - Sputnik Brasil
Vice-ministro da Defesa da Rússia: OTAN está empurrando Moscou para corrida armamentista
Quando questionado se os F-22 americanos constituiriam ameaça em um nível diferente para a Rússia, Batyuk disse que ainda é muito cedo para tirar conclusões.

"É difícil dizer até que nível esses F-22 são superiores aos sistemas que estão em uso na Rússia atualmente. Sobre isso, há pontos de vista diferentes, mas em todo caso Moscou tem os recursos necessários para neutralizar essa ameaça."

Nesta segunda-feira, o Wall Street Journal citou a secretária da Força Aérea Americana, Deborah Lee James, que disse considerar o aumento do número de suas forças na Europa, assim como o uso de caças F-22 Raptor no continente por causa das relações com a Rússia, que se deterioraram desde a reunificação com a Crimeia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала