Poroshenko não permitirá novas 'repúblicas populares'

© AP Photo / Irina GorbasevaO presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, confere a construção de fortificações em Donetsk
O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko, confere a construção de fortificações  em Donetsk - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Ucrânia não cederá na questão de sua integralidade territorial , declarou o presidente do país, Pyotr Poroshenko, que prometeu não permitir a criação de novas "repúblicas populares".

Presidente ucraniano Pyotr Poroshenko em visita a base militar nos arredores de Kiev em 4 de abril de 2015 - Sputnik Brasil
Poroshenko ratifica regime legal da lei marcial na Ucrânia
"No que diz respeito à integridade do Estado, não haverá cessão, não se permitirá a criação de nenhuma autoproclamada 'república', a reação será instantânea", disse Poroshenko durante uma visita de trabalho a Mariupol, no sul da região de Donetsk.

O presidente reforçou que não há guerra civil no leste do país.

"Afirmei sempre e repito: não temos guerra civil alguma. Cão cederemos a ninguém nunca o território da Ucrânia", declarou.

Presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko - Sputnik Brasil
Poroshenko: Um ano no poder que de pouco serviu
O líder ucraniano classificou o povo de Donbass como "reféns que se encontram no território ocupado por um agressor e que necessitam ser libertados. Mas só devemos libertá-los quando tivermos os meios e as Forças Armadas fortes", completou.

Os habitantes das regiões de Donetsk e Lugansk, insatisfeitos com a mudança violenta do governo ucraniano em fevereiro de 2014, declararam em abril do mesmo ano a criação de "repúblicas populares". Kiev, por sua vez, respondeu com uma operação militar.

Segundo dados recentes da ONU, cerca de 6.500 pessoas já morreram no conflito.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала