Chefe da CIA faz visita secreta a Israel antes do acordo nuclear com o Irã

© AP Photo / Pablo Martinez MonsivaisJohn Brennan, diretor da CIA
John Brennan, diretor da CIA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O diretor da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA), John Brennan, visitou Israel secretamente na semana passada para discutir o muito aguardado acordo nuclear entre o Irã o P5+1 (Rússia, EUA, China, França, Reino Unido e Alemanha), segundo noticiou o jornal Haaretz nesta terça-feira (9), citando altos funcionários israelenses.

Reunião do P5+1 - Sputnik Brasil
Irã e P5+1 podem não cumprir prazo para assinatura de acordo
A visita aconteceu cerca de um mês antes do prazo final para a assinatura do acordo global que garanta a natureza pacífica do programa nuclear iraniano.

De acordo com as fontes do jornal, que falaram sob condição de anonimato devido ao caráter sigiloso da visita, Brennan se reuniu com membros do Mossad (a agência de inteligência israelense), incluindo o diretor da organização, Tamir Pardo, bem como com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e com o consultor de Segurança Nacional Yossi Cohen.

A forte oposição do governo israelense em relação ao acordo com Teerã vem provocando certo estranhamento nas relações entre Washington e Tel-Aviv, tradicionalmente aliados incondicionais. 

Nicolas Sarkozy - Sputnik Brasil
Em Israel, Sarkozy faz coro a Netanyahu e critica acordo sobre programa nuclear do Irã
Netanyahu alega que as concessões oferecidas ao Irã pelas seis potências mundiais, incluindo os EUA, põem em risco a segurança de Israel, do Oriente Médio e do mundo como um todo. Já o presidente norte-americano, Barack Obama, disse em uma entrevista recente com o Canal 2 da televisão israelense que um acordo nuclear abrangente é a melhor maneira de evitar que Teerã desenvolva armas nucleares.

Ainda segundo o Haaretz, o chefe da CIA também discutiu questões mais amplas da segurança regional com as autoridades israelenses, depois das recentes alegações de Netanyahu sobre o suposto envolvimento crescente do Irã no Iraque, na Síria e no Iêmen.

Bandeiras da Palestina - Sputnik Brasil
EUA prometem resolver problemas de palestinos depois de assinar acordo nuclear com Irã
Por mais de dez anos, os países do P5 + 1 têm se esforçado em rodadas de negociações para tentar convencer o Irã a interromper seu programa de enriquecimento de urânio, temendo que o país pudesse estar desenvolvendo armas nucleares sob o disfarce de um programa civil.

Em 2 de abril, as partes finalmente chegaram a um acordo-quadro sobre a questão. O prazo para um acordo final se encerra em menos de um mês, em 1º de julho de 2015.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала