Candidato à presidência dos EUA defende reaproximação com a Rússia

© AP Photo / Manuel Balce CenetaEx-governador de Rhode Island e candidato à presidência dos EUA em 2016 Lincoln Chafee
Ex-governador de Rhode Island e candidato à presidência dos EUA em 2016 Lincoln Chafee - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ex-governador do estado de Rhode Island, e possível candidato à presidência dos EUA, Lincoln Chafee, criticou as sanções aplicadas contra a Rússia e destacou a importância de se buscar novas formas de aproximação com o país. A declaração aconteceu durante um programa de TV do canal CNN State of the Union.

Chafee acredita que ao invés de buscar novas sanções, Washington deveria encontrar meios para restaurar suas relações de amizade com a Rússia. Nas suas palavras, isso seria extremamente importante para o mundo todo e, principalmente, para as ex-repúblicas da União Soviética, com destaque para a Ucrânia.

John Kerry e Sergei Lavrov em Munique, 7 de fevereiro de 2015 - Sputnik Brasil
Lavrov: Visita de Kerry a Sochi não foi um 'reinício' nas relações entre Rússia e EUA
O ex-governador também exortou os EUA a "parar de cometer erros" como os que foram cometidos por Hillary Clinton. Como exemplo, Chafee citou um caso de 2009, em que Clinton, enquanto secretária de Estado dos EUA, presenteou o chanceler russo Sergei Lavrov, durante um encontro bilateral, com um souvenir no formato de um botão com a legenda de "sobrecarga", ao invés de "reinicialização". O presente deveria simbolizar o início de uma nova etapa nas relações entre a Rússia e os EUA. Na opinião de Chafee, são exatamente "pequenos erros simbólicos" como esse que conduzem a problemas entre os dois países.

Na semana passada, Lincoln Chafee tornou-se o quarto candidato à presidência dos EUA pelo partido democrático. A intenção de participar das eleições em 2016 também foi oficialmente anunciada por 10 candidatos republicanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала